criminalidade · direito · patriotismo · política · Sem categoria

Desmascarando: João Doria

Em primeiríssimo lugar, a campanha “Bolsodoria” foi tão útil ao povo paulista quanto uma parvovirose é a um cão SRD.

Em segundo lugar, por que vocês, PSL, não lançaram um candidato ao governo de São Paulo?

Pessoas altamente capacitadas e comprometidas, sendo apenas um dos vários exemplos o príncipe Dom Luiz Philippe de Orléans e Bragança, não faltavam.

No final, tivemos um segundo turno entre o João Surubador (pelo que foi atestado pelo laudo do perito criminal Onias Tavares de Aguiar) e Márcio França, que apesar de não ser petista de carteirinha quase chega a ser, sendo filiado ao PSB (partido aliado ao PT há trinta anos) e inclusive fez parte do conselho político do hoje infame presidiário Luiz Inácio Lula da Silva.

Bolsonaro-com-o-livro-do-Joselito
Lembrando ao Lulinha que a prática da leitura reduz a pena!

Joãozinho, que afirma ter sido vítima do regime militar e se diz tão defensor da liberdade de expressão que, REITERADAMENTE, descumpriu ordens judiciais (totalmente baseadas na lei) de não usar slogans que teriam intuito apenas de se promover ILEGALMENTE.

Mas, de maneira hipócrita, em 2.018 contratou uma equipe de advogados de elite, encabeçada pelo ex-desembargador do TJSP José Roberto Ópice Blum, para monitorar conteúdo online e processar quem expressasse opinião negativa ao então candidato. Censura por assédio judicial.

O absurdo foi tanto que em um dos processos um jovem youtuber, de origem humilde, foi condenado em primeira instância a pagar CINQUENTA MIL REAIS por dizer A VERDADE sobre Doria, tanto que o governador passou a responder processo de improbidade administrativa pelos atos ilegais narrados pelo youtuber.

Então vamos ver alguns dos processos em que o governador responde:

  • Processo n.° 1000065-46.2018.8.26.0228: Ação popular por ter nomeado Gilberto Kassab como secretário da Casa Civil do estado. Segundo o autor da ação, Kassab teria recebido ilegalmente mais de vinte milhões de reais da Odebrecht e, por isso, sua nomeação por Doria feriria a moralidade administrativa. Vale ressaltar, ainda, que Kassab foi ministro de governo de Dilma e de Temer;

 

  • Processo n.° 1001487-62.2019.8.26.0053: Ação popular por ter nomeado Eduardo Odloak para o cargo de assessor especial. Segundo autor da ação, Odloak teria sido condenado, em segunda instância, à suspensão dos direitos políticos e ao pagamento e multa de trinta vezes o valor mensal que recebia como subprefeito da Mooca;

 

  • Processo n.° 1059241-93.2018.8.26.0053: Ação de improbidade administrativa, interposta por decorrência do programa “Asfalto Novo”, no qual o governador (na época prefeito da cidade de São Paulo) teria ilegalmente utilizado o programa para promoção pessoal, inclusive teria, João Doria, utilizado indevidamente valores vultuosos do erário municipal para custear o marketing que teria, a finalidade, de se promover de maneira ilegal;

 

  • Processo n.° 1012844-73.2018.8.26.0053: Outra ação de improbidade administrativa, novamente por alegada publicidade pessoal ilegal e, ainda, enriquecimento ilícito. O governador desrespeitou reiteradamente decisões da citada ação, alegando falsamente que isso violaria seu direito de liberdade de expressão;

 

  • Processo n.° 1004481-97.2018.8.26.0053: Também ação de improbidade administrativa na qual foi averiguada outro marketing pessoal de João Doria, enquanto prefeito de São Paulo, que vinculou ilegalmente seu nome e sua imagem à campanha “Cidade Linda”. Já houve a condenação de Doria tanto em primeira quanto em segunda instância nesse processo;

 

  • Processo n.° 1010006-94.2017.8.26.0053: Em tal ação popular, os proponentes afirmam, destacam e embasam que Doria, enquanto prefeito da cidade de São Paulo, fazia pedidos de doações a empresas de maneira pouco ortodoxas, muitas vezes fazendo tais pedidos de maneira pessoal, afirmando que se as empresas não doassem iria “pegar mal” e que “seus concorrentes estão colaborando”, chegando ao limiar de cometer uma espécie de coação contra tais empresas, sendo afirmado ainda que Doria teria sido um “pidão durante todo seu mandato”.

E, acreditem, esses são só alguns poucos exemplos.

Recentemente Doria ainda processou, criminalmente, o Senador Jorge Kajuru, por esse ter adjetivado o governador de “escória” e “chumbrega” (dezprezível, ordinário).

Além de aparentemente esquecer da imunidade parlamentar de Kajuru, por tudo que já fez e vem fazendo, poderia mesmo o governador ter a honra ofendida ao ponto de processar criminalmente o Senador Kajuru por ser chamado de “escória” e “chumbrega”?

Sem esquecer que, após nadar na popularidade do Presidente Bolsonaro durante a campanha, visando se eleger governador do estado, recentemente o governador afirmou não ser nem de “esquerda” nem de “direita”, contrariando seu discurso durante a campanha eleitoral e indo contra à ideologia do Presidente Bolsonaro.

gentili

Não se esqueça, prezado leitor, da velha dança das tesouras: o partido do governador (PSDB) e partidos como PT, PSOL, REDE, PSB e muitos outros só fingem ser diferentes, mas, na prática, são todos a mesma coisa.

E Doria vem pavimentando, e não é de hoje, sua concorrência ao cargo de presidência da república.

Então, ter eleito o Presidente Jair Bolsonaro, para futuramente colocar de volta na cúpula do poder executivo federal alguém como Doria ou qualquer outro sem comprometimento real com o país e com os brasileiros, apenas teremos adiado o afundamento de nossa pátria.

Prestem bem atenção no que está ocorrendo na Venezuela.

O futuro do Brasil, por pouco, não foi similar.

Sigamos sempre em frente, sem nunca dar um único passo atrás, nem para pegar impulso!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s